Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

sábado, 29 de abril de 2017

Caboclos Curandeiros


Alguns Caboclos acumularam em suas encarnações conhecimentos sobre o uso de ervas no tratamento ou cura de doenças. São os Caboclos Curandeiros. 
São espíritos que quando encarnados tiveram contato direto com a natureza e sob intuição espiritual souberam desfrutar do legado criado por Oxalá e ao homem oferecido. Da mata, da floresta, da natureza, o Caboclo soube usufruir das folhas, sementes e frutos, para cuidar da saúde e fortalecer o homem para o dia-a-dia de trabalho, bem como para amenizar problemas de saúde ou até curar doenças dos membros de sua tribo. Aprenderam então a usufruir de ervas e de fontes naturais para beneficiar os outros e se tornaram os Curandeiros do grupo. Daí vem os Caboclos Curandeiros.

A Umbanda baseia-se no conceito de evolução através de aprendizados, sendo as doenças mais danosas e brutais à matéria um sinal de lição a ser passada, não somente pelo doente, mas também por outros que em vida o acompanham. 

Muitas e muitas curas acontecem e têm acontecido nos Terreiros, mas nem todos os casos podem ser resolvidos por completo. Porém, se por Oxalá for permitido, mesmo os casos gravíssimos ou ditos “terminais”, podem ser revertidos, talvez não curados, mas amenizados o suficiente para que o espírito encarnado tenha uma nova chance de entender a mensagem, assumir e corrigir erros, aprender, cumprir missões e viver. 
Por esse poder e responsabilidade as Entidades e Orixás​ que trabalham na cura merecem todo nosso respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário