Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

domingo, 9 de outubro de 2016

Para as pessoas saberem a diferença de Kiumba de um Exu guardião


KIUMBAS - AS ENTIDADES DO MAL

Geralmente as pessoas leigas costumam achar que os Exus (entidades das religiões de matriz africana) são seres maldosos e demoníacos. Isso se deve talvez a comum representação dessas entidades, contendo chifres e pele vermelha (oque realmente é bem assustador). Mas esses seres são em sua maioria considerados bondosos e desempenham a função de mensageiros dos Orixás. São seres superiores a nós na evolução espiritual, mas ficam muito abaixo dos Orixás.
Já as entidades conhecidas como Kiumbas (ou Exus não batizados), representam o mal e são moralmente inferiores a qualquer outra entidade. Seriam os bandidos do plano astral, na qual essas religiões se fundamentam.
São espíritos desajustados que se alegram com a doença e o caos e geralmente são eles que assombram e influenciam as pessoas a cometerem atrocidades, tais como assassinatos e suicídios.
Com frequência esses espíritos invadem terreiros para incorporarem nos médiuns, mas são expulsos geralmente pelos Exus, que desempenham o papel protetor de soldados nos estabelecimentos. Mas ainda assim, existem terreiros e centros espíritas onde o médiuns despreparados são enganados pelos Kiumbas e se deixam levar pela suas manifestações sinistras.
Quando um Kiumba assume a frente da mediunidade de um indivíduo, devido a sua má postura e opção pelo mal propriamente dito, a vida desta pessoa tende a envolver-se em doenças, vícios, deturpações sexuais, aversão social, afundando-se em trevas de seus próprios desejos e vaidades.
O Kiumba é aquela entidade que caminha nas periferias do baixo astral, é também considerado um tipo de obsessor. Geralmente fazendo o mal pelo simples prazer de fazê-lo. Tudo o que pertence ou representa a luz e o que é bom, eles desejam a todo o custo aniquilar e corromper. Esses espíritos atuam e moram no lugar conhecido pelos espíritas como "Umbral", o inferno no qual os espíritas afirmam que se encontram os seres menos evoluídos existentes.
As infiltrações destes seres das sombras são organizadas. Na religião Umbanda existe uma corrente, ou linha, de luz chamada "Boiadeiros" Está linha de trabalho é especializada em desobsessão e na captura desses seres das sombras. Inicialmente esses seres são forçados a se manifestarem na presença de um médium na tentativa de tratar sua negatividade através da incorporação. Se tudo der certo, coisa que geralmente não acontece, eles são acorrentados e conduzidos para as celas prisionais das Confrarias de Umbanda (uma espécie de prisão celestial). São encaminhados para esse lugar para que adquiram consciência de suas maldades e se arrependam. Segundo os religiosos esse processo pode levar séculos e em alguns casos o ser foge desse plano astral e volta para a sua "não vida" sobriamente maldosa.
Geralmente os Kiumbas são atraidos por pessoas de má índole, segundo os espíritas, as "vibrações" negativas de pessoas imorais costumam atrair esses seres pela sua similaridade. Mas apesar de esses seres sentirem atração por pessoas maldosas, eles costumam atormentar também pessoas com índole bondosa, justamente por odiar tudo o que é positivo e bom.
Os Kiumbas possuem um comportamento muito mundano, diferente de entidades bondosas os Kiumbas se manifestam através dos médiuns com jeito de machões, com deformidades contundentes, carrancudos, sem educação, com esgares horríveis e geralmente com olhos esbugalhados. Muitos se manifestam sem total falta de higiene, rosnam, babam, rosnam, comem carne crua, fumam desesperadamente, ameaçam a tudo e a todos e fazem de tudo para assustar os presentes (com sucesso na maioria das vezes). Eles costumam promover o desafeto e a discórdia, se deleitam ao conseguirem o nome de algum desafeto para formular alguma feitiçaria para destruí-lo.
Tentam a todo o custo convencer seus assistidos de que eles são vítimas de magia negra, olho gordo ou outras feitiçarias. Costumam dizer os nomes de quem os amaldiçoou, ou seja, identificando os autores da magia negra, geralmente pessoas inocentes e boas que nada fizeram realmente. Fazem com que a pessoa se sinta ameaçada e façam um contra feitiço através deles. Assim esses horríveis seres podem se nutrir com os sentimentos negativos gerados e atacar pessoas inocentes por eles citadas.
Eles se alimentam tanto do medo quanto de outros sentimentos negativos, portanto, a melhor arma contra esses seres é a coragem, a bondade e a honestidade.

CURIOSIDADE: 
Existem alguns centros de Quimbanda (religião ramificada da Umbanda) que permitem a manifestação dessas entidades com o intuito de gerar dinheiro e "popularidade" as custas de maldições e feitiços. Existe também a religião chamada Kiumbanda, a tão famosa "magia negra", na qual os médiuns trabalham somente com esses seres cruéis. Apesar de proibido por lei, geralmente esses rituais envolvem matanças de animais (em alguns casos até mesmo de humanos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário