Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

domingo, 14 de agosto de 2016

Por que cruzamos o chão ao adentrar no terreiro?

É comum adentrarmos um terreiro, centro, templo de Umbanda e notarmos que assistência, dirigentes e médiuns da casa ao entrarem na mesma ou já na frente de um guia "cruzam o chão", mas o que significa o ato de cruzar o chão?
O símbolo da cruz nos faz lembrar-se de diversos exemplos em nossas vidas, mas o mais marcante com certeza é a crucificação de Jesus no "monte das caveiras". Nos lembramos do sofrimento, da abnegação, da devoção deste ser iluminado pelo mundo e tudo isso é justo, mas nos esquecemos que a cruz nos faz entrar em sintonia com o "sagrado".
Quando entramos em um centro de Umbanda e cruzamos o chão do terreiro, estamos na realidade "abrindo o lado sagrado deste local" para que nele possamos nos beneficiar com todas as bênçãos que nos foram reservadas para este dia de atendimento.
Vivemos em um mundo onde infelizmente muitas coisas ligadas ao sagrado, são tratadas de forma leviana e desrespeitosa, caindo no que podemos chamar de "lado profano"
Um centro de Umbanda é um local sagrado, onde diversas energias circulam pelo mesmo a disposição daqueles que lá vão procurar cura, paz de espírito, esclarecimento espiritual e acima de tudo perdão, mas para usufruirmos de todas estas bênçãos precisamos nos desligar do mundo profano em que vivemos e adotar uma postura de respeito e religiosidade. O ato de cruzar o chão identifica que desejamos adentrar este campo, pois nesta saudação pedimos licença ao "EM CIMA" ao "EM BAIXO" a "ESQUERDA" e a "DIREITA" deste local.
Claro que somente o ato de cruzar o chão não nos faz merecedores de tudo que a nós foi reservado, precisamos também abrir o lado sagrado de nosso espírito com respeito, fé, devoção e acima de tudo silêncio neste local sagrado. Lembre-se se você bater a porta vai se abrir.
Quando estamos já na frente do guia, cruzamos o chão, pois estamos adentrando o espaço sagrado deste enviado de Aruanda para que possamos junto a ele obter informações e aprendizado para nos tornarmos seres humanos melhores e mais maduros.
Ainda nos dias de hoje presenciamos nem todos tendo ciência deste procedimento nas casas e junto aos guias, preferindo muitas vezes permanecer do lado "profano" em que se encontram e infelizmente falta também informação para a assistência ficando muitos fazendo algo que nem sabem do que se trata.
Umbanda tem fundamento e precisamos trabalhar, levar informação com ética e bom senso se faz necessário, pois somente assim poderemos conquistar o respeito que tanto almejamos junto a nossa tão amada UMBANDA.

Como OBALUAYÊ rege o mistério das cruzes e das passagens, que ele possa com seu amor de Pai despertar mais nosso lado sagrado e que esta transformação ocorra de dentro para fora. ATOTO OBALUAYÊ traduzindo ( SILÊNCIO, REI SENHOR DA TERRA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário