Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Mediunidade

Os estudos sobre a mediunidade formaram o Livro dos Médiuns, um dos seis livros base do Espiritismo (O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno, A Gênese e Obras Póstumas), nele estão contidos todos os estudos feitos sobre os variados tipos de mediunidade e outras coisas mais que tornam o livro uma ótima sugestão para todo médium, seja umbandista, seja candomblecista.
Algumas questões que muitos com certeza já se pegaram pensando iremos abordar.

Pergunta
Quais os requisitos básicos para desenvolver bem a mediunidade?
Resposta
Nada fora do comum, mas nem todo mundo entende, quando se fala em padrão de pensamento e comportamento moral, não quer dizer que a mera repetição surta algum efeito.
Ser bom porque está escrito que deve-se ser assim não é o caminho. O desenvolvimento moral começa em si mesmo, meditando e entendendo a sua forma de ver o mundo, aprimorando conforme as suas experiências e aprendizados, mas em tudo, tudo mesmo o que conta é o porque de agir daquela forma, se a resposta for "Porque tal lugar diz assim" ou "Porque isso gera méritos disso e daquilo" ou "Porque negligenciar tais requisitos implica em tais consequências", então, reveja seriamente seus conceitos. Se não nascer de dentro de nós, a coisa não anda.

Pergunta
O que a mediunidade implica na vida?
Resposta
Falar que não implica seria uma mentira grossa, implica sim e muito. Primeiro, a mediunidade não é um dom como os demais, não que isso queira dizer que ser médium seja um luxo ou superioridade, mas a capacidade de se comunicar com o mundo espiritual obviamente foge dos padrões mais conhecidos, e embora seja largamente estudado, muito ainda há que se aprender.
Ser médium significa conhecer um pouco mais da realidade, e isso implica em responsabilidades. Tal como um físico estuda e aprende sobre as leis divinas sobre o universo, o médium também estuda e aprende as leis divinas sobre a espiritualidade, e assim como na ciência existem vários campos, cada médium aprenderá sobre sua mediunidade, suas exigências, responsabilidades, usos e desdobramentos, claramente tudo dependendo de qual linha de atividade espiritual ele esteja, Espiritismo, Umbanda ou Candomblé.

Pergunta
A mediunidade tem riscos?
Resposta
Sim, e isso precisa ser falado.
Por se tratar de um dom cujo centro é o cérebro, a mediunidade age diretamente com a área psíquica.
O mau uso dela pode, além de eventos dentro da vida do ser humano, pois além do dom existe a capacidade de manipular energias, ela pode agir dentro da área cerebral, gerando conflitos de personalidade, confusão da realidade e até a loucura.
Existem inúmeros graus de mediunidade e muitos deles requerem delicada atenção, como o caso da mediunidade inconsciente, que é mais comum no Candomblé, estes casos precisam ser acompanhados por pessoas sérias para não provocar verdadeiras catástrofes na vida de uma pessoa.

Três perguntas, três respostas, parece pouco, mas é muito pouco perto de toda extensão que este universo abrange, estudos não faltam, e quanto mais conhecimento melhor.
Como diz a sabedoria popular "Saber não ocupa espaço"

Nenhum comentário:

Postar um comentário