Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

​Quem é ou o que é o Demônio?




Eu lhe digo:


"O Demônio não é ninguém"!

Mas se ele não é ninguém, qual será a razão de tanto folclore a seu respeito?

Por qual razão os seguidores de algumas religiões nos ligam a ele?

Por qual razão alegam que ele está presente em nossos cultos na figura de nossos guias?

De acordo com a Igreja e a Bíblia, o Demônio foi um anjo de nome Lúcifer que vivia juntamente com os demais anjos ao lado de Deus no paraíso, mas Lúcifer rebelou-se contra Deus sendo expulso do paraiso por nosso Pai  e atirado no inferno e que a partir desse episódio, Lúcifer passou a dedicar-se ao mal e a prejudicar aos homens.

Vamos pensar um pouco porque não dói:

Um anjo é uma forma espiritual de elevadíssima envergadura, tal qual são os nossos Orixás, ou seja:

São seres que nunca nasceram na Terra e que vivem ao lado de Deus, em decorrência da lógica, os anjos são totalmente desprovidos de sentimentos humanos negativos, tais como o orgulho, a vaidade, a inveja, o egoísmo, entre outros.
Se os anjos são seres totalmente depurados, por qual razão, qualquer um deles iria se rebelar contra nosso Pai?

A sua própria razão já lhe dá a resposta, essa história é uma mentira!

O Demônio foi uma invenção da igreja no inicio de sua época para acuar aos homens  a fim de mantê-los sob o seu domínio, onde quem se rebelasse ou desobedecesse a igreja, estaria sob o ataque de Lúcifer e que fatalmente seria atirado ao inferno.
Ensinaram isso as crianças da época, ensinamento que passou a dirigir a vida dessas crianças quando se tornaram homens e isso ocorre até nossos dias.
Da mesma forma que o confessionário foi implantado não para perdoar os pecados dos que se confessavam e sim, para saber o que ocorria em determinada comunidade e desta forma, os papas, os cardeais e os padres, ficavam a par dos adultérios e das traições e desta forma mantinham reis e o povo sob seu domínio.

Esses e outros ensinamentos estão na Bíblia (Do grego -  Bíblia significa "livros") que muitos dizem  ser a palavra de Deus e permitem que  suas vidas sejam dirigidas através de seus ensinamentos.

Mas quem escreveu a Bíblia?

Com certeza quem escreveu a Bíblia não foi Deus, foram os homens!

E existe diferença entre a Bíblia católica e a protestante, a católica possui 73 livros e protestante 66, essa divergência numérica já indica a divergência entre os homens e as religiões.

Mas escrever na antiguidade era função rara e cara, portanto, no principio as religiões se baseavam em milhares de pergaminhos.
Por volta do século IV o Papa Damaso, ordenou a São Jerônimo (Sincretizado a Xangô na Umbanda) que traduzisse as sagradas escrituras que estavam escritas em grego, hebraico e outras línguas para o latim.
Nessa tradução que ficou conhecida como Vulgata ocorreu a implantação de certos mandamentos da igreja, como o dizimo, o confessionário e também, o Demônio.

Pois bem, se alguns homens resolvem seguir ensinamentos baseados em livros escritos no decorrer dos séculos e sem garantias de uma legitima tradução, esse procedimento mesmo assim deve ser respeitado por todos os seguidores de outras religiões que não pregam o mesmo ensinamento.
Desta forma, o "todos" deve também ser respeitado em sua fé, portanto, todas as religiões que não sigam as Bíblias, devem também ser respeitadas, sejam os umbandistas, os budistas, os hindus e outras mais existentes em nosso mundo.

Resumindo agora meu raciocínio.

Existe diferença entre a fé e o fanatismo, onde o fanático não distingue a verdade da impostura, em tudo e todos acredita e se atira em verdadeira guerra de fé, atacando e denegrindo a fé de seu próximo.
Essa conduta tem que ter fim ou ainda veremos em nossa pacifica Pátria o que se vê no Oriente Médio, onde em nome da fé, homens fazem e vão a guerra matando adversários religiosos. Fato que ocorreu também na Irlanda entre católicos e protestantes.

Infelizmente devido ao sincretismo não verdadeiro entre Exu e o Demônio, os que desconhecem as praticas verdadeiras da Umbanda, pregam que em nossos cultos reina o mal e que nossos cultos são satânicos, situação que não corresponde  a verdade.
Não existe na Umbanda nenhum culto a qualquer tipo de demônio ou seja lá o nome que possam lhe dar, na Umbanda praticada com seriedade de culto, esses rituais não existem, a Umbanda só prega o bem e ensina o Evangelho de Jesus aos seus seguidores.

Que todos sigam com sua fé e deixem em paz a fé de seu próximo!

Se um homem exige respeito com os ensinamentos de sua igreja, ensinamentos conhecidos como "coisas santas", tem ele também a obrigação de respeitar os dogmas e ensinamentos de outras religiões.

E a Umbanda é uma religião,  como tal deve ser respeitada!

Se você é umbandista verdadeiro, exija respeito com a sua fé!

Se necessário recorra as leis que a todos nós protege, processe qualquer um que denigra a sua fé.

Respeito mútuo é bom e todos desejam ser respeitados.




Escrito por Pai Paulo  - Núcleo Umbandista São Sebastião  



Nenhum comentário:

Postar um comentário