Páginas

sábado, 2 de janeiro de 2016

O poder das palavras no desenvolvimento humano

Se você puxar pela memória vai se lembrar de palavras, de elogios, e de críticas que lhe foram ditos quando criança. Dependendo do que a criança ouve pode influenciar negativa ou positivamente no seu desenvolvimento e consequentemente em sua vida adulta.

Uma criança que ouve muita crítica, muitos xingamentos e é muito desvalorizada ou desmotivada, pode se tornar um adulto frustrado, com sentimentos de incapacidade, baixíssima autoestima, sem confiança em si mesmo, dentre outras características que possam surgir.

Já uma criança que é criada com elogios, palavras positivas, motivações e estímulos, tende a se tornar um adulto mais confiante e feliz, que acredita em si mesmo e possui recursos para lidar melhor com as dificuldades e obstáculos da vida.

Claro, isso não significa que não se devam ensinar limites e impor regras. É importantíssimo falar “não”. Proporcionar algumas vezes situações frustrantes para a criança é fundamental para que ela saiba desde cedo lidar com este tipo de situação que inevitavelmente ocorrerá outras vezes, principalmente quando adulto. Afinal, uma criança que tem tudo o que quer também sofrerá mais “lá na frente”.

Concluindo, se você, papai, mamãe ou cuidadores, sempre propõe para a criança que ela é incapaz, que “tem um gênio difícil”, que é “burra”, que não faz nada direito, que é muito “isso ou aquilo”, essa criança provavelmente vai criar uma autoimagem negativa e vai entender que ela é realmente tudo isso.  Estes comportamentos se reproduzirão pelo desenvolvimento.

Uma criança que ouviu que “é muito chata e ninguém a suporta” pode desenvolver dificuldades de relacionamento, de relações interpessoais, porque ela aprendeu que é assim, portanto EXISTE dessa forma. E o mesmo processo é válido se ocorrer o contrário, se a criança aprender que ela é capaz e que ela tem inúmeras qualidades então passará a existir de maneira mais positiva.

O mais importante é o equilíbrio, saber a hora de chamar a atenção e ensinar o certo e errado e em como fazer isso! Quando for ensinar a criança ou lhe chamar a atenção é importante que deixe claro que aquele comportamento dela foi inapropriado, mas que ELA não é inapropriada, que pode fazer diferente, que vocês confiam e acreditam em sua capacidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário