Páginas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Vamos falar de Umbanda?


1- A Umbanda é o espiritismo brasileiro?

A Umbanda é uma religião brasileira com influências africanas, indígenas, espíritas e católicas. Além de diversas outras influências que foram sendo incorporadas ao passar do tempo. A origem mais aceita da Umbanda é aquela história conhecida de Zélio Fernandino de Morais recebendo o Caboclo das 7 Encruzilhadas no dia 14 de Novembro de 1908 na Federação Espírita de Niterói. Apesar de sua primeira manifestação ter-se dado em uma casa espírita isso não quer dizer que a religião é espírita, mas que compartilha algumas das filosofias e ideais do espiritismo. A Umbanda é melhor classificada como uma religião espiritualista. Irei postar no futuro alguns artigos referentes a história dos fundadores da Umbanda. 

2 – Existe uma hierarquia na Umbanda? 

Até existe, mas não é algo oficial. Isso é mais comum em terreiros dos cultos de nação. No caso da Umbanda existem algumas designações de trabalhadores, mas de forma alguma um é superior ao outro. Essa hierarquização existe apenas para organizar as casas onde o corpo mediúnico é grande. Temos sempre a frente dos trabalhos o Dirigente, Zelador, Pai ou Mãe de Santo, Babalaô, Ialorixá, Babalorixá, etc. Que é quem irá conduzir os trabalhos, estando a cargo dele e das entidades por ele incorporadas as decisões referentes ao ritual. Existem ainda os médiuns, os cambones e os ogãs. Em algumas casas é comum se ver a presença de um pai ou mãe pequenos, que seriam os responsáveis por tocar a gira quando o dirigente estiver impossibilitado de conduzir a mesma.

3 – Qual o papel do ogã na Umbanda?

Também chamado de Curimbeiro é o responsável por conduzir os atabaques e os pontos-cantados na gira. Ele tem um papel importante pois é quem determina a energia da levada, e geralmente, quem sente quando tem que tocar para essa ou aquela linha de trabalho. A energia do som é muito conhecida, e falaremos mais dela no futuro. Em alguns casos confunde-se ogã da Umbanda e ogã no Culto de Nação, mas são posições muito distintas em cada um dos cultos.

4 – O que é firmar a cabeça? Qual a melhor forma de firmar a cabeça?

É muito comum ver esse termo nos terreiros, e que leva muitos filhos a ficarem confusos e apreensivos. Na realidade firmar a cabeça é apenas concentrar-se e deixar os trabalhos mediúnicos acontecerem. Você está para entrar em transe mediúnico, logo não pode ficar pensando em coisas do dia-a-dia, nas contas que vão vencer, etc. Firmar a cabeça é preparar-se pro trabalho, mantendo o foco no que será realizado. A melhor forma é através do controle dos pensamentos, tentando esvaziar a mente, é muito bom treinar isso com práticas meditativas. Algumas pessoas não conseguem esvaziar a mente, então o mais recomendado é deixar a mente focada em algo, imagine uma tela mental, uma bolinha preta ou branca, a chama de uma vela, uma deidade, preste atenção na respiração, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário