Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Porque Deus não destrói o diabo?

Há pouco assisti a um vídeo do John Piper no youtube onde ele estava fazendo a divulgação de um novo livro. Dentre vários assuntos que o livro aborda, um chamou-me a atenção. Foi o seguinte tema: “Sendo Deus tão poderoso, porque Ele não destrói Satanás de uma vez?”. Boa pergunta. Então pus-me a pensar.
O argumento do Piper foi o seguinte. As vitórias em nossos embates contra Satanás contribuem para maior glória da Deus. É um bom argumento, mas acho que não é só isso. Na verdade, suponho que existam, não um, mas alguns motivos para Deus não destruir Satanás. Deixe-me ver.
O caráter de Deus é um bom motivo para Satanás ainda não ter sido destruído. Não é do feitio de Deus aniquilar todos aqueles que não queiram nada com Ele. Deus não é ditador. Pelo contrário, Ele é longânimo. O juízo de Deus nunca é imediato, sendo assim Ele não pode agir contra sua própria natureza, mas o juízo sobre o diabo virá, pois o mesmo Deus longânimo é o Deus que não tem o culpado por inocente. 
Outra ideia é que Deus não aniquila satanás porque ele serve aos seus propósitos. Para nos provar, por exemplo. Não que o diabo faça isso deliberadamente, mas Deus sendo conhecedor de tudo, prepara todos os cenários e se antecipa a todas as jogadas do diabo, para que no fim o resultado seja o que Ele planejou. Assim Deus transforma o mal, em bem, como no caso de José.
Além disso, a ideia termos um inimigo nos impele a buscarmos mais a Deus. Então podemos dizer que o diabo contribui para nossa espiritualidade. Quem diria!
Outro pensamento é que Deus usa o diabo como instrumento de juízo, sejam sobre nações, povos, cidades ou indivíduos. Um exemplo disso foi a permissão que Jesus concedeu a legião de demônios para entrar nos porcos. Isso foi um juízo, um castigo contra os gadarenos por criarem porcos, que eram considerados animais imundos pelos judeus.
Outra teoria, e acho essa a mais interessante, é que Deus não destruiu satanás para servir de exemplo para nós e para os anjos. Para mostrar-nos em que pode se tornar uma criatura distante de Deus. Existe coisa pior do que ser tornar um diabo? A existência de satanás é uma pregação personificada, e a mensagem é a seguinte “eu sou o que sou porque escolhi viver longe de Deus”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário