Páginas

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Conflitos Familiares

Os conflitos familiares são fatos comuns na Terra. Eles derivam de acontecimentos ocorridos em outras encarnações, quando inimigos ferrenhos em vidas anteriores se encontram posteriormente como parentes próximos, vivendo sob o mesmo teto.

Essa é uma das formas para que esses irmãos se vejam realmente como tais, transmutando os conflitos do passado em prol de uma convivência pacífica e harmoniosa. Mas sabemos que na prática isso é difícil, apesar da reencarnação apagar da memória consciente esses conflitos.

A pretensa harmonia, no entanto, pode ser bastante prejudicada pela memória secular, inconsciente, do espírito encarnado. De modo que essa memória se manifeste na forma de agressões mútuas, verbais e até físicas. Muitas vezes alavancada por entidades espirituais de umbrais inferiores, que se aproveitam do estado de animosidade existente. Sendo mais preciso, do estado pré-existente que elas sabem existir.

Nessas horas cabe o freio dos impulsos, face à sabedoria da razão. Pois um homem elucidado sabe que discussões grosseiras, agressões verbais e físicas somente agravam problemas, principalmente quando se trata de familiares envolvidos. É a hora em que a razão deve trazer a paz. De ouvir sem responder, de ser inerte perante à agressão, de ser sábio frente à irracionalidade. Essas serão as melhores atitudes, sempre, nos conflitos familiares.

Com esse comportamento, sentirão aos poucos que a paz interior os conquista. Com o tempo será difícil abalá-la. É o jeito de fazer sua parte no entendimento familiar. Transmutando conflitos de eras passadas, que podem ter sido causados por você mesmo.

Mensagem psicografada por Hur-Than de Shidha,

publicada no livro "O Amparo do Alto", Editora do Conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário