Páginas

sábado, 27 de dezembro de 2014

Ser Médium é...


Todos aqueles que percebem e sentem a presença de uma ação espiritual, seja de qualquer forma, numa atuação positiva ou negativa, é Médium. Ser Médium significa estar no meio, é ser  intermediário entre a vida espiritual e a material, todos que se comunicam ou sentem a presença de Deus, anjos, santos, orixás, mentores, espíritos... são Médiuns. 
Significa ter o campo mediúnico mais sensível. O campo mediúnico, também conhecido por Campo Eletromagnético (não confundir com a aura)  tem a função de captar as energias etéreas e fazer a ligação com o Plano Espiritual. Está situado no chacra coronário e se espalha em volta do corpo. Dependendo do estado mental do indivíduo, este campo irá sintonizar uma freqüência energética e captar automaticamente uma energia afim, isto é, se o indivíduo estiver com seu mental negativo, irá captar energias negativas, se positivo, energias positivas.
Tanto os espíritos do Alto como os do Embaixo transitam por essas freqüências e só podem acessar o indivíduo se ele estiver na mesma sintonia. É a Lei da Afinidade, o “Diga com quem andas, que direi quem tu és”
Todos os indivíduos possuem esse campo mediúnico, mas os médiuns, uns mais que os outros, os tem mais aflorado, mais sensível, mais atrativo.
Caso queira fazer uso de seu livre arbítrio e não seguir o caminho da espiritualidade, o indivíduo precisará manter total controle sobre seu mental para que este campo não fique sobrecarregado de energias negativas e o desequilibre totalmente. Se isso não ocorrer, seu campo vai ficando negativo e pesado, influenciando seus sentimentos e decisões e  interferindo em sua saúde física e mental, sua vida material, sentimental, familiar e  profissional.
O médium tem proteção espiritual, basta preservar esta proteção e sempre renová-la através de seus sentimentos e ações. Tentar tornar-se uma pessoa menos egoísta, mais caridosa, justa, equilibrada, passar pelas dificuldades cotidianas sem revolta, ter fé, esperança, compreensão, amor e sabedoria.
Internalizando suas virtudes, este médium se tornará um canal aberto e sem interferências entre seus mentores e as pessoas que o procuram. Através dele as energias positivas do Astral poderão fluir e interagir com as pessoas que dela necessitam.  Conseqüentemente, conquistará um equilíbrio mental que afetará de forma positiva a sua vida material

"Ser médium é:
Ser dono de suas obrigações e de suas responsabilidades.
É dividir com o próximo o dom que se manifesta em você de forma natural.
É fazer pelo próximo muitas vezes aquilo que você não consegue fazer por si mesmo.
É ser alívio para as horas de dor. É ser amparo para os desesperados.
É ser caminho para os perdidos. É ser telhado para os desabrigados.
 É ser luz no meio das trevas. É ser trevas em busca de luz.
 É ser único no meio da multidão. É ser multidão em busca do Um.
É perder para ganhar. É ganhar para perder.
É sorrir com vontade de chorar. É chorar sorrindo.
É gritar no meio do silêncio É fazer silêncio gritando.
É ser espinho a procura de uma rosa. É ser uma rosa sem espinho.
É pedir ajuda ajudando o próximo É pedir ajuda sem ser ajudado pelo próximo.
 É ser o próximo sem ser ajudado por ninguém. É ser ninguém no meio da dor, da raiva e do ódio
É ser ninguém pelo trabalho de alguém.
 E mesmo sendo ninguém é fazer parte da criação se portando como um bem divino que mesmo não tendo nada, que mesmo não sentindo nada, que mesmo não pedindo nada, que mesmo não ganhando nada, ainda pede pelo próximo
Ainda sente pelo próximo e nada ganha pelo próximo
Sendo tudo isso, nada sou, nada sinto e nada tenho pois me chamo médium.
Vivo com a cabeça na luz e os pés nas trevas.
 Sou fruto do meio e a ele não temo, sou semente do Criador e a Ele amo e respeito pela vida e na vida daquele que eu chamo de Senhor do meu destino"
Exu Sete Porteiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário