Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

10 Passos para lidar melhor com pessoas difíceisI


        Onde mais aprendemos sobre a espiritualidade é na convivência familiar.

            Você pode ir à igreja, fazer cursos, frequentar centros e grupos de estudos, mas o lugar de treino, provas e evolução é no convívio familiar, o que não é algo ruim. Aliás, é gratificante ter pensamentos positivos a respeito, pois se trata de um movimento inevitável.
            Não temos como fugir da família, pois mesmo que moremos no exterior e façamos nossa vida afastados dos nossos familiares, cedo ou tarde, criaremos novos laços e teremos um novo núcleo de aprendizados que podem não ter nenhuma ligação sanguínea, mas que apresentarão desafios naturais da convivência.
            Aprendi com os mentores que, quando estamos enfrentando algo difícil, devemos nos perguntar o que precisamos aprender com o desafio. Por que não somos vítimas, ainda que para algumas pessoas esse pensamento possa parecer o mais correto.
            Há muitas situações em que a cura só pode ser espiritual, pois todos os caminhos do bom senso, racionalidade e ponderação não servem mais. Já foram trilhados e descartados, e é aí que costuma entrar a terapia de Vidas Passadas. As pessoas procuram em outras vidas a explicação dos seus problemas atuais, e a cura que pode aliviar a dor e atenuar a tensão.
            No meu consultório, ouço as narrativas mais diferentes, por que cada pessoa é uma e cada história é única; porém, com o passar do tempo fui aprendendo a descobrir os paralelos, os pontos em comum. E vou traçar alguns comportamentos e curas que poderão ajudar você, amigo leitor:
1. Quando você ver o mal no outro, pode ter certeza que esse mal também existe em você. Pode ser que hoje você já esteja bem melhor, mais leve, mais amoroso, mas em algum ponto do seu ser esse mal ainda existe. Então, ao invés de tentar curar o outro, mudar o outro, mude você.

2. Se falar, pedir, gritar não tem funcionado, experimente ficar mais em silêncio e aliviar a convivência no que for possível.

3. Observe que às vezes falamos coisas boas, somos até gentis com as palavras, mas a energia que estamos emanando do coração está pesada e cheia de críticas, raiva e a outra pessoa recebe isso. Pode ser até que nem você, nem o outro, tenham consciência da emanação energética, mas ela existe. Faça um teste: vá num lugar público e olhe diretamente para um desconhecido, e veja que em poucos segundos aquela pessoa olhará para você. Somos mais transparentes do que imaginamos.

4. Há um motivo para você conviver com essa pessoa difícil. Procure as causas. Pode ser que ela ou ele esteja na sua vida apenas para você reparar um mal que fez em outras vidas. Talvez você tenha roubado, maltratado, traído, matado este ser que hoje o perturba. Tente perdoar, tente não se importar, tente mudar o foco da sua atenção, tente criar estratégias para mudar de casa, de emprego, de grupo de amigos... Enfim, você lembra do velho ditado "os incomodados que se mudem"? Pois bem, amigo leitor, isso continua valendo.

5. Algumas relações se curam apenas com o afastamento físico porque diminuem as chances do conflito, o que é muito bom, mas outros, mesmo afastados, continuam compartilhando conosco suas vibrações; então, é preciso ver onde aquilo continua reverberando dentro de nós. E ter coragem de perguntar se não somos nós os errados... Vale se questionar.

6. Perfeccionismo nunca ajudou ninguém a ser feliz. Observe se, na convivência, você não está sendo chato demais. Às vezes, a gente não nota que se tornou irritável, magoável, chato... Olhamos mais para os outros do que para nós mesmos e com isso a chave de transformar a vida fica na mão justamente da "pessoa difícil".

7. Nossos mais poderosos professores costumam ser nossos inimigos porque eles não têm tolerância com nossos erros, não nos amam, nem nos perdoam; com isso, somos obrigados a caminhar, transformar-nos. Já parou para pensar que precisamos deixar de nos comportar como crianças mimadas que precisam ter seus desejos satisfeitos? Todo mundo quer ser feliz e você tem todo direito de querer uma boa vida e companheiros amorosos, mas e você, como está agindo? Às vezes, a vida se fecha justamente para você ter oportunidade de se enxergar sem desculpas ou justificativas.

8. Quando a vida fica muito ruim, é hora de mudar. Não adianta reclamar, o problema é seu, o karma é seu; foco no bem, foco na sua luz e caminhe... que vai dar certo.

9. Pratique meditação, oração, perdoe, faça Ho´oponopono. Com certeza, você já conhece muitas curas, muitas técnicas. Quando situações de conflito, brigas estão acontecendo conosco, é hora de pôr em pratica tudo o que aprendemos.

10. Você é muito maior que o conflito. Você é um ser de luz. Você é um ser de amor. Por que se fixar na dor? Mude sua visão. Olhe para outros lados da sua história, procure fazer outras coisas, conhecer outras pessoas. Abra-se. O maior problema, no que diz respeito a relacionamentos, é a gente se fixar, querendo resolver do nosso jeito, querer afirmar que temos razão, que a vida deve ser da forma que idealizamos, e no nosso tempo. No entanto, as pessoas não estão à nossa disposição, principalmente, quando elas forem difíceis. Então, vamos na luz e abra a mente e o coração.

Por Maria Silvia Orlovas  -  é uma forte sensitiva 

Nenhum comentário:

Postar um comentário