Páginas

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Vida e Renascimento : Por que é tão difícil mudar?


            Nascer significa começar a ter vida exterior, vir ao mundo e a luz. Começar a brotar, crescer, surgir, aparecer, manifestar-se. Renascer significa tornar a nascer ou adquirir nova vida e vigor.

            Essas ações são as primeiras a serem experimentadas quando alguém vem para este mundo. Toda a manifestação do corpo e do espírito é percebida nas primeiras horas de vida.

            Ao contrário do que se pensa a respeito da gestação, o bebê não fica inconsciente e sem noção do que acontece durante este período. Enquanto fica no útero da mãe, ele já percebe o que lhe espera: se será bem-vindo ou não, pois tanto a alegria pela sua chegada como o sofrimento e a insegurança dos pais geram transtornos; se a onde ele escolheu para nascer tem condições para que ele cresça e seja feliz; se sentirá alguma rejeição ou não, enfim, várias teorias a respeito do tema confirmam que o bebê sente tudo mesmo!

            E é claro que não se pode desconsiderar o momento da concepção que é importantíssimo! As pessoas não pensam que uma das maiores causas de tantas almas diferentes habitarem este mundo se deve a forma como foram geradas. O momento da relação sexual e da intimidade do casal tem que ser muito especial e compartilhado. Todo esse preparo influenciará na personalidade do indivíduo que virá.

            Vamos imaginar uma situação: um casal se encontra e se conhecem superficialmente. Ficam juntos algumas vezes, normalmente quando se encontram nas festas. Com o mínimo de convivência e de entrosamento, a mulher engravida. O que acontece diante dessa situação? A mulher enlouquece, chora e se descabela. O homem faz de conta que nem é pai da criança, pois não será ele quem gerará durante nove meses este filho. Ele apenas se compromete em ir de vez em quando visitar a criança.

            Com a visão de que este bebê não é vítima de nada e que seus pais não são culpados, quais serão os sentimentos que ele veio resgatar e curar? Pense! E a falta de entrosamento entre um casal não se dá somente nessas situações, mas na maioria dos casos.

            Você já pensou o que representa um ato sexual? E no papel de ser mãe e pai?

            O ato sexual é o ato mais sagrado e completo do ser. É nesse momento que homem e mulher se unem para encontrar aquilo que está perdido, pois todas as literaturas e livros sagrados falam que todos os seres humanos eram seres andróginos, ou seja, tinham os dois sexos, eles eram unidos com a fonte e com "Deus Pai Mãe". Isso se perdeu por vários fatores que agora não vem ao caso, mas o que é importante compreender é o quanto este momento é especial, que dirá quando envolve a vinda de um novo ser!

            Ser mãe é poder sustentar, é dar colo, conforto e amor ao seu filho. Pois o papel da mãe na criação é de sustentação, assim como a Mãe Terra! Ser pai é dar segurança e proteção. A quem diga que a figura do pai é a figura de Deus na terra... Deus é o criador do Universo, portanto o que um pai pode criar para um filho quando este nasce?



            O que acontece na realidade: pais totalmente sem preparo geram filhos, não há cumplicidade, amor e muito menos se desfruta de um momento especial para a concepção de um novo ser.

            A mãe ao invés de sustentação oferece todos os seus medos como abrigo para a alma que vem e sofre por não ter como oferecer o colo que o seu bebê merece, sente-se insegura e com medo de como será depois... Pois nem na concepção teve amparo.

            O pai já se preocupa com a sustentação (que não é o seu papel) e o que ele pode oferecer. Não oferece proteção e nem segurança paternal, apenas dinheiro...

            E isso vale também para mulheres que resolvem ter filhos sem o homem concordar.

            Quando a criança nasce, recebe os piores tratamentos que alguém pode ter. Além de não poder escolher o dia de nascer, sofrem por ter que enfrentar uma série de exames e cutucões que geram mais medos do que ele já sentiu durante nove meses.

            Resultado de tudo isso: pelo nascimento e pela concepção, é difícil aceitar as mudanças, é difícil renascer diante das dificuldades e tornar a nascer, pois nascer é muito doloroso, você não acha? Estar e vir para este mundo é muito sofrido!

            Novamente repito: não existem vítimas, não existem culpados e nem vilões. Existem situações embaraçosas que servem para que possamos evoluir!

            Agora a falta de consciência nos leva a ignorância e a manipulação, causas que fizeram com que fôssemos sempre prejudicados em tudo que realizamos.

            Dedique-se a ler e a conhecer sobre tudo que fores fazer. Reconheça os ciclos da vida! Não seja marionete, reaja e faça o que é conveniente para você e não para os outros! Só conhecimento nos ajuda a mudar e não resistir a elas.

            Já que essa Era não proíbe às pessoas de terem acesso às informações, aproveite!





POR: CÁTIA BAZZAN  -  Terapeuta Holística, Mestre Reiki

Nenhum comentário:

Postar um comentário