Páginas

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A família e os percalços do dia a dia

Todos nós que temos família; sejam filhos, irmãos, ou qualquer parente. Em algum momento de nossas existências, passaremos por atribulações e preocupações envolvendo-os. Quer tenhamos um filho recalcitrante e revoltado. Quer sejam problemas de saúde ou drogas. A grande verdade é que nesses momentos a família sofre muito. O inimigo, sempre atento e sagaz, aproxima-se de nós assumindo várias formas; esperando nos causar cada vez mais mal.
Nesses momentos de dificuldade e de tormento, resta-nos encontrar o conforto em Jesus Cristo e no Pai. A fé, muitas vezes, é o único remédio numa situação onde tudo o que está ao nosso alcance falhou. Impedir que o inimigo ataque o espírito de nossos entes queridos e o nosso próprio, deve ser a prioridade total de cada membro da família.
Orações, súplicas a Deus e principalmente um pensamento forte e com firmeza de propósitos, deve ser a arma primordial com a qual lutaremos a batalha de nossas vidas, pela alma dos que amamos.
O mal, assim como o bem; encontra morada fácil no coração humano. Ao tentar nos atacar e seduzir, o inimigo voraz usa de suas artimanhas para confundir e desvirtuar do caminho correto sua vítima.
Protegidos pela fé inabalável no Senhor Jesus e no Deus Pai que comanda tudo, lograremos êxito em derrotar o maldito e bani-lo de volta a sua morada sulfurosa. Conversar, orientar e manter sempre viva a Chama Divina no coração de nossos familiares; é garantir que esse mal nunca conseguirá se aproximar. Deus deve ser nosso primeiro pensamento ao acordarmos e o último ao irmos dormir. Devemos retirar Dele a força que precisarmos para travar esse combate.
Fé, apoio e amor cristão. Essas são as armas com as quais derrotaremos tudo e todos que queiram nos impedir e nos empurrar para longe dos desígnios de Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo.
A vocês, irmãos e irmãs, de qualquer idade, tenha sempre em nós amigos que estarão ao seu lado nas mais difíceis horas dessa luta.
Que Deus abençoe a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário