Páginas

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Dificuldades, Fé e a caminhada

Muitas vezes nos deparamos ao longo de nossa luta diária, com dificuldades e acontecimentos que nos deprimem. Nesses momentos, as forças negativas do mal, da inveja e da depressão unem-se para causar o maior mal possível e destruir nossa alegria de viver.
Nesses momentos, às vezes temos nossa fé abalada. Pensamos: “Por que Jesus permite algo assim?” – Ou ainda – “Como Deus me lançou um castigo se sou um justo?”
Sabemos muito bem que Deus tem seus desígnios e seu método de ensinar a humanidade à verdade. Muitas vezes, esses ensinamentos só podem ser assimilados através de atribulações, doenças ou de fatos marcantes que deixarão uma profunda cicatriz em nossas almas. Esse marca profunda e indelével, servirá para nos avisar e nos lembrar dos momentos que vivemos e de como superamos aqueles acontecimentos e obstáculos. Assim, Deus nosso pai, nos ensina com amor e também com umas palmadinhas quando merecemos.
Afinal, qual pai é capaz de educar um filho apenas com elogios e boas graças. Certamente, a criança crescerá sem limites e sem entender que seus desejos e vontades podem afetar o próximo ou causar o mal a outros. E uma interferência mais “pesada” se faz necessária naquele momento.
A verdade é uma só: Deus nos ama tanto, que entregou seu próprio filho para que fosse injustiçado, amaldiçoado e morto por nós. Pois só assim, conseguiríamos despertar para a liberdade e a redenção. Mesmo Jesus, naquela noite no Monte das Oliveiras, disse: “Pai, afasta de mim esse cálice”. Será que Ele tinha medo? Claro que não, isso era apenas sua porção humana tentando prolongar sua existência terrena. Logo depois ele se resigna é clama aos céus: “Seja feita a tua vontade e não a minha”.
Como Pai misericordioso e bondoso, Deus sabe exatamente o tamanho do fardo que podemos suportar. Jamais colocará um grão de areia além do necessário e do suportável para nossos corações. A fé Nele nos faz fortes.
Por isso, se você passa por momentos difíceis agora. Não amaldiçoe Deus e nem perca a . Abrace sua esperança e se entregue a Ele mais ainda. Pois juntos todos os obstáculos e atribulações serão vencidos; um a um. E, ao fim da jornada, você emergirá orgulhoso e vitorioso, forte e impenetrável. Você terá vencido.
Paz irmãos; e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário