Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Coragem para Amar


O sentimento de vazio existencial que as vezes toma conta de nós, por muitas vezes é o caminho para avaliarmos nossas projeções interiores, nossas dimensões, para alcançarmos a tão sonhada autorrealização, e podermos crescer diante de nossa história escrita por nossas próprias mãos!

Para isso, precisamos de “coragem”.

Coragem para aproveitar as oportunidades evolutivas, aperfeiçoando nossas percepções dos fenômenos que ocorrem diariamente, pois tudo passa por nosso crivo pessoal.

Coragem para compreender as provas e as adversidades, as nossas dores e sofrimentos.

Coragem de deixarmos a nossa autopiedade, pois nossos problemas não são maiores que os de ninguém, e Deus não castiga ninguém. Não existe castigo divino, má-sorte ou injustiça divina; existe nossa conciência nos revelando novos aprendizados.

Coragem de desistir do caminho revolta e da resistência e, ao mesmo tempo tornar-mos humildes e receptivos aos aprendizados que surgem a cada dia, com a compreenção vivida a cada dia.

Coragem de amar a si mesmo, apesar das limitações, imperfeições das quedas e decepções, sempre podemos recomeçar.

Coragem de amar o próximo, apesar das diferenças, desilusões, incompreensões e injustiças.

Coragem de respeitar o momento evolutivo do próximo, ainda que discordemos de suas escolhas e decisões e opiniões, pois somos diamantes brutos, e somente com a prática da convivência é que poderemos nos polir.

Coragem de dar um passo adiante, inaugurando um novo ciclo de aprendizado, com boa vontade e fé na humanidade, deixando as mágoas, a necessidade de vingança e pessimismo de lado.

Que possamos nos dedicar ao autoconhecimento e ao trabalho, a nossa reforma íntima, em benefício do mundo coletivo, semeando assim nosso futuro de amor e caridade na humanidade, nesta e em novas jornadas evolutivas no plano físico.

Que tenhamos coragem para termos: “olhos para ver, e ouvidos para ouvir”, mais que isso: “Coração para sentir, e não deixar nossas almas se empobrecerem pelas verdades parciais”.

Coragem para pensar, refeltir, fazer escolhas, acertar, errar procurando acertar, caminhar e principalmente, Amar a si mesmo e respeitar a Luz Divina que molda nossa consciência moral, que as vezes deixamos de ouví-la.

Que possamos ter coragem para perceber as adversidades, e nos beneficiar com essas mudanças de foco, em favor de nossa evolução moral e espiritual. Dessa forma alcançaremos nosso sonhado crescimento íntimo. Compreendendo os motivos de nossa participação nas tarefas do dia-a-dia, em nossos lares, trabalho e da sociedade em geral, nos fazendo sempre a mesma pergunta: “O que tenho a aprender? O que tenho a ensinar?”

A vida é uma estrada de duas mãos, que de modo consciente ou não, recebemos e realizamos doações, aprendemos e ensinamos.

Por ultimo, coragem para nos desapegarmos; não é facíl nos libertarmos desse sentimento que nos aprisiona por muitas encarnações, expiações e resgates. Ter coragem de desapegar dói demais, mas é possível.

Devemos aprender a fechar oas ciclos da vida!

Não devemos nos aprisionar ao verbo “ter”. Se não abrimos mão do que é velho, não haverá espaço para o novo. Praticar o desapego é abrir mão da vontade de dominar, possuir e manipular seres, situações e “verdades” que a vida nos ofereçe.

Nossa evolução moral e espiritual, exige o desapego de tudo e todos. Vamos amar os seres da criação incondicionamente, mas vamos libertar nossos espíritos para que eles sigam o fluxo divino que Deus nos preparou.

“A coragem é consequencia natural e legítima da fé, abastecida pela resistência do amor”.

“Se queres paz em Deus, desapega-te e ama”.

Tenhamos, fé. Fidelidade à Luz que nasce em nosso íntimo. Consciência de que: “para sermos anjos, necessitamos de duas asas de proporções similares. A asa do conhecimento, pois sem ela seremos cegos na imensidão de nossa existência, e a asa do amor, que é fonte irradiadora de sensibilidade e aproximação de nós mesmos e de toda a humanidade que se aproxima de nós.”

Tenhamos “Coragem de Amar.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário