Páginas

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

No Reino das Cachoeiras

Cachoeira da Pedra Pintada - Cocais/MG
As cachoeiras também são domínios de Xangô e são em conjunto consagradas a Oxum.
As vibrações das cachoeiras são de características vibratórias limpas e puras. Essas vibrações servem para o nosso reajustamento vibratório, o que nos auxilia no desenvolvimento da mediunidade e na afirmação de nossos Orixás de cabeça. Os banhos de cachoeira descarregam e purificam espiritual e materialmente, lavando desta forma nosso corpo físico e astral, eliminando larvas, miasmas e cascões astrais.
O banho de cachoeira descarregará qualquer carga de feitiçaria, tais como as famosas feridas que não curam com a medicina do homem, desde que, é lógico, se tenha em conjunto a assistência do plano espiritual. Os banhos de cachoeira devem ser feitos em cachoeiras previamente preparadas para tal, ou seja, devem estar limpas de despachos e oferendas sem sentido, lá depositadas por incautos ou ignorantes em relação ao local. Tudo deverá ser recolhido com as mãos envoltas em sacos plásticos pretos (por ser a cor isolante), amontoado e queimado, ou ainda, enterrado. Somente após tome o banho, mediante uma evocação séria das forças reinantes no local.
Acender velas em cachoeiras, em nossa opinião, é algo desnecessário, já que somente sujam o local.  Devido às condições naturais onde estão localizadas as pedreiras e as cachoeiras, já que venta muito no local, dificilmente as velas permanecerão acesas até o final, interrompendo as ondas por ela emitidas e em seguida deixando mais um pouco de sujeira e de lixo no local.
Ao participarmos de oferendas e obrigações em cachoeiras de vemos nos preparar fisicamente e espiritualmente para que as mesmas sejam recebidas.  Na véspera, devemos não ingerir bebidas alcoólicas e ter relações sexuais e devemos nos preservar de trabalhos pesados. Lembramos que estes atos nos levam um gasto excessivo de energia. Nossa energia deverá estar com força maior para os trabalhos mediúnicos.
Ao chegarmos no local apropriado devemos estar concentrados. Com o pensamento voltado para coisas positivas e evocando os orixás e entidades através dos pontos cantados.
Todas as vezes que vamos às cachoeiras levando a corrente, sempre enviamos na frente alguns médiuns, no sentido de limpar o local para podermos realizar um descarrego decente. Sempre que lá chegávamos, encontrávamos as matanças e as obrigações sem fundamento. É incrível a capacidade de matar animais de alguns ignorantes que, na realidade, se comprazem nas matanças, julgando estarem praticando um ato sagrado ou Divino.
Sujeira nas cachoeiras é  falta de humanidade! É falta de amor! É falta de religiosidade, espiritualidade e conduta umbandista!
Se você vir alguém sujando as cachoeiras, oriente!… Talvez essa pessoa ainda não saiba o que é um Orixá, o que é a Umbanda e a importância da Natureza na vida de todos.
Sempre os julgamos irresponsáveis e cegos espirituais e, para esses (todos eles), só nos resta desejar um sentimento:
A piedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário