Páginas

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Conhecendo os Caboclos em 20 ítens

1. Foi o Caboclo das 7 Encruzilhadas quem primeiro anunciou as diretrizes de uma nova religião, a Umbanda, em 1908.

2. Os caboclos são considerados os grandes mentores da Umbanda.

3. O termo "caboclo" além de designar índio, tem dentro de Umbanda o significado de espírito que trabalha e que na religião vem sob as ordens de algum orixá.

4. Constituem uma falange e, como tal, penetram em todas as linhas, atuando em diversas vibrações.

5. São confundidos com o Orixá Oxossi, mas são, na realidade, trabalhadores espirituais que pertencem a linha de Oxossi, embora sua irradiação possa ser de outro Orixá.

6. Possuem grande elevação espiritual, e trabalham incorporados em seus médiuns, dando passes e consultas, em busca de sua elevação espiritual.

7. Geralmente são os escolhidos pela espiritualidade para serem os Guias-Chefes dos médiuns representando o Orixá de cabeça do médium.

8. São o braço forte da Umbanda, muito utilizados nas sessões de desenvolvimento, curas, desobsessões, solução de problemas psíquicos e demandas materiais e espirituais.

9. Espíritos de muita luz que assumem a forma de "índios", prestando uma homenagem à esse povo que foi massacrado pelos colonizadores.

10. Nem todos foram índios em suas encarnações passadas, havendo inclusive dentre eles, espíritos de médicos, cientistas e mestres de várias áreas.

11. Têm profundo conhecimento das ervas e seus princípios ativos, e muitas vezes, suas receitas produzem curas grandiosas.

12. Ajudam na vida material com trabalhos de magia positiva limpando nossa aura e proporcionando energia e força para a conquista de nosso objetivo.

13. Entidades que através da sua simplicidade passam credibilidade e confiança a todos que os procuram.

14. Em seus trabalhos de magia costumam usar pemba, velas, essências, flores, ervas, frutas e charutos.

15. Normalmente os caboclos usam a vibração do orixá masculino do médium e as caboclas do orixá feminino.

16. Ao encerrarem seus trabalhos em terra os caboclos voltam para a Aruanda, mas muitos deles dizem estar voltando para a Jurema, que na realidade, é o mesmo espaço astral, conhecido por diversos nomes.

17. Em algumas casas, costumam usar durante as giras, penachos, arcos e flechas, lanças, etc. Falam de forma rústica, muitas vezes confundida com antipatia por alguns consulentes.

18. Os brados, emitidos por eles em terra, são como mantras e cada um emite um som de acordo com seu trabalho, para ajustar condições especificas que facilitem a incorporação, ou para liberarem bloqueios nos consulentes, nos médiuns ou no ambiente geral.

19. Sua cor é o verde escuro e seu dia a quinta-feira.

20. Sua saudação é: OKÊ CABOCLO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário