Páginas

domingo, 16 de janeiro de 2011

O Mestre e o discípulo

 
O Mestre instruía o discípulo sobre a essência da Lei de Deus:
Disse-lhe: Seja como a terra. Diante de tudo o que recebe, mesmo dejetos, a terra não se perturba; pelo contrário, o assimila para se tornar mais fértil. Seja pois como a Terra.
Disse-lhe ainda: Seja como a água. Ela purifica a si mesma e limpa tudo que a toca. Seja, pois, água em torrente.
Disse-lhe também: Seja como o fogo. Ele transforma a madeira velha e podre em luz, e calor, produzindo energia que serve a vida. Seja, pois, como o fogo.
E ainda disse: Seja como o vento. Ele espalha as sementes sobre a terra, faz o fogo arder com mais brilho e dispersa as nuvens para que a água caia sobre todos os homens.
E concluiu o Mestre: Se você tiver a humildade da terra, a paciência da água e a caridade do vento, você estará livre.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário