Páginas

sábado, 8 de janeiro de 2011

Dízimo

                                 
Bem a algumas semanas venho pensando em fazer uma postagem sobre o dízimo, desde já deixo claro que não quero confrontar outras doutrinas.A palavra dízimo significa a décima parte de algo, paga voluntariamente.
Genéricamente o dízimo está presente em todas as religiões. Nas igrejas católicas, tem um momento na missa que se chama ofertório, neste momento os fiéis dão donativos, para o sustento da igreja. Nas igrejas evangélicas em geral, o dízimo é pedido no culto como forma de oferta também, mesmo alguns dizendo que algumas igrejas pedem 30%, 10% do sálario, não posso confirmar estes casos pois desconheço o culto evangélico em geral, meu entendimento é apenas pelos cultos que passam na televisão.
Desde a antiguidade nas religiões politeístas, já havia o pagamento de tributos aos deuses. Como ainda acontece esse pagamento nas religiões do hinduísmo.
Na fé islâmica existe o Zakat que seria parecida com os donativos dados no catolicismo. No judaísmo também existe o dízimo, ou melhor foi esta religião que deu origem aos dízimos nas religiões cristãs.
No espiritismo, também há dízimo, pois quase sempre em reuniões pede-se a doação de donativos ou alimentos. No candomblé as oferendas aos Orixás não passam de uma espécie de dízimo. E na nossa querida Umbanda existem mensalidades, doações e etc.
Vejam que estou tratando dízimo como doação, dízimo não é necessáriamente dinheiro, e sim qualquer ato de doar, pode ser desde comprar um quilo de vela e doar ao templo, um alimento para uma cesta básica, até o pagamento de uma mensalidade para o sustento da sua casa de oração.
Eu poderia citar passagens bíblicas, do alcorão, do torá e até dos vedas. Mas citarei a oração de São Francisco de Assis, o homem mais puro depois de Cristo: "É dando que se recebe". Não quero aqui levantar a bandeira que devemos doar tudo pra Deus, não o certo é você doar o que o seu coração quiser, mais vale doar um dia de serviço num hospital do que uma quantia em dinheiro para sua casa de oração. mas lembre-se nenhuma estabelecimento sobrevive somente de reza, existe impostos, contas.
Mas não quero discutir aqui o material e sim o espiritual, o "doar" faz bem para alma, pratique este ato, doe amor, sorriso, palavras benditas, você verá que isto alimenta o seu coração. Algumas pessoas dizem que não podem ajudar as outras pois sua condição é precaria. Este caso me lembra muito uma histórinha que meu avô me contava:
"Uma certa vez um homem andava cabibaixo na rua pois so tinha uma moeda para comprar alimento para ele, com esta moeda ele comprou um saquinho de tremoço. O homem comia aquilo e jogava a casca para trás na rua e ia pelo caminho reclamando da vida, em um certo momento ele virou para trás e notou que um homem ia engatinhando atrás dele comendo as cascas que ali despezava."
Esta histórinha me faz entender que não devemos dizer que estamos no fundo do poço, pois ainda não conhecemos a situação daquele que está ao nosso lado.
Mas meus irmãos fica aqui a mensagem: Doe para receber, doe o que o seu coração mandar mais vale uma atidude de amor do que uma doação de dinheiro, e mais vale doar para o sagrado do que gastar com remédios. Enfim o dízimo é a prática da caridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário