Páginas

Chat


Get your own Chat Box! Go Large!
Tenham bom senso e responsabilidade com o que está sendo dito, com bom uso e principalmente, tendo em mente que TODOS deverão ser respeitados em suas diferenças, inclusive de opinião. Assim, nenhum usuário precisará ser bloqueado. O conteúdo da conversa, deve ser relacionado aos temas do blog.
É proibido o uso de nicks com nomes de Entidades, Cargos do Tipo Pai, Mãe, Ogan etc. ou Orixás, ou nicks considerados como insultuosos ou ofensivos.
É proibido insultar ou ofender qualquer utilizador deste chat. Respeite para ser respeitado.
Não informe dados pessoais na sala de chat, tais como E-mail,
Nº de telefone.
Esse tipo de informação deve ser em conversa privada com o membro, pois o Blog não se responsabiliza por quaisquer dano e/ou prejuízo.
Ao menos uma vez por semana, estarei presente e online para quem quiser conversar, compartilhar algo e/ou trocar idéias.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Como ser um Médium?

                                 
Saber como iniciar seu desenvolvimento mediúnico é importante a todos médiuns, muitas vezes depara-se com dúvidas e incertezas, mas tem medo ou vergonha de perguntar, isto deve ser sempre tratado com muito carinho pelos dirigentes da casa, deveria ter sempre nas casas um tempo de estudos e nestes dias tirar as dúvidas dos médiuns iniciantes, e nunca se esqueça que todos ja passaram pelas dúvidas e aprendizados que você deve passar.
Sempre digo que o kardecismo é muito mais tolerante que a Umbanda. Na mesa um espírito incorpora, deixa uma linda mensagem de amor ou de advertência para os perigos mundanos sem a necessidade de dizer seu nome.
Na umbanda ele tem que incorporar no ponto de chamada, com a tipicidade da linha (caboclo, preto-velho ou criança), cumprir todas as ordens da hierarquia do terreiro, riscar o seu ponto individual, beber, fumar e dar seu nome, correndo o risco de, se não cumprir tudo, ser chamada a sua atenção. Claro que tudo será feito com cautela e tempo de treinamento. Para chegar a isso, o médium passa uma dificuldade de saber o que fazer dentro do terreiro. Ele está incorporado com o orixá, sentindo toda sua energia, mas ainda falta muito para dar o passo certo como cavalo bem domado, chegando mesmo em alguns momentos achar que o espírito se afastou, fato explicado pelo impulso mental do médium. Nessa parte quero chamar a atenção de um fato de grande importância. Dificilmente um médium é sonâmbulo (ou inconsciente, como alguns dizem), sendo o mais comum o médium consciente, aquele que sabe o que está acontecendo mas não tem o controle das palavras e dos gestos. É o que chamamos de terceira energia. Vejam como funciona: existe uma fusão do espírito do médium com o espírito comunicante, criando-se uma terceira energia. Gosto de dar exemplos. O café e o leite, separados, são puros. Misturados criam uma terceira bebida, podendo ser mais preto ou mais branco, conforme a quantidade das bebidas. Mas sempre, a união de ambos, terá uma terceira qualidade. É impossível a comunicação pura do espírito. O importante é a presença do espírito, com maior ou menor intensidade. Voltando ao médium perdido no terreiro, o seu impulso inicial é procurar alguém para lhe dar um passe ou tocar em sua testa. Muitos dirigentes não gostam desse procedimento e inibem o espírito de fazer isso, o que é um erro porque, talvez até mais que o próprio dirigente, é o espírito quem quer o desenvolvimento de seu cavalo escolhido. Recomendo para minha hierarquia deixar que isso aconteça, sem exageros, é claro. Com o decorrer do tempo esse médium ganha um charuto, cachimbo ou cigarro de palha, conforme a entidade, e é quando ele começa a se acalmar, até procurar um lugar para sentar. Daí para riscar o ponto é bem mais rápido. Quero anotar aqui, para conhecimento dos médiuns em desenvolvimento, alguns erros que atrapalham bastante a evolução da mediunidade:

          não procurar, sob nenhuma hipótese, tentar adivinhar o nome do espírito;
  •           não querer riscar o ponto sem antes estar bem assentado com a entidade;
  •           não tentar dar avisos e recomendações a ninguém;
  •           não ter ciúmes do espírito e não pensar que ele é seu, porque espírito não tem dono.

      1 - É comum o médium incorporado procurar um amigo seu para lhe dar um passe ou falar com ele, e isso não invalida a incorporação e não quer dizer que foi o médium que procurou e não o espírito, principalmente porque a entidade sabendo das dificuldades de seu cavalo tenta de todas as formas facilitar a incorporação. Alguém já me perguntou como o espírito sabe que a pessoa é amiga do médium. Respondi convicto: mais do que o guia ninguém conhece tanto os amigos de seu protegido, o médium deve sempre saber que existem uma evolução espiritual em sua alma, aceitando o compartilhamento de seu corpo, isso é gradativo, não se pode efetuar essa transição muito rápida, então inicie seu desenvolvimento com calma e clareza, o tempo estará a sua disposição e as entidades sabem o momento certo de qualquer execução espiritual.
  
      2 - É fundamental ao médium confiar nos dirigentes do terreiro. os estudos são muito importante para o médium, pois com a sabedoria da matéria os espíritos conduzem com mais facilidade os trabalhos, ou seja quanto mais se aprende mais o espírito utiliza o saber do médium, isso não quer dizer que os trabalhos estão sendo produzidos pelo conhecimento da matéria, mas sim concluídos com mais dedicação por ambos, sendo a dualidade na sintonia pura da alma, pois a alma de ambos estão em paralelo, nunca sua alma sai de seu corpo para dar lugar a uma entidade, isso é folclore.

      Procure sempre uma Casa comprometida com a caridade, saiba também que ser um médium exige muita disciplina e respeito ao próximo, terá que dispor de horas de trabalhos em proveito de seu semelhante, dar muita energia e também recarrega-las quando necessárias.

Um comentário:

  1. Muito importante o esclarecimento aqui exposto. Que Zambi sempre nos ilumine a todos na busca constante pela evolução através do exercício da caridade (o amor maior) e da reforma íntima de cada um de nós. Assim seja!

    ResponderExcluir