Páginas

terça-feira, 29 de junho de 2010

Cada um tem a sua cruz

                                                               
Um dia um homem reclamava de sua vida, relamava de tudo e de todos, um dia enfurecido raclamou até de Deus. Assim ele ganhou a oportunidade de falar com Oxalá.
Chegando ao céu o homem foi logo reclamar que todas as pessoas tinham sorte e ele teria vindo a terra apenas para sofrer, que sua cruz era muito pesada. Então Jesus disse ao homem que deveria entrar naquela sala e que deixasse sua cruz na porta, e que teria a oportunidade de escolher qualquer uma. Assim o homem se dirigiu a sala.
Ao adentrar o local o homem deixou sua cruz e notou que naquela sala encontrava-se milhares de cruzes, nenhuma igual a outra.
Então o homem pegou a primeira e pos no ombro, mas seus joelhos quase quebraram com tamanho peso tinha aquela cruz, pegou ainda uma outra que nem aguentou levanta-lá do chão, o homem foi de encontro a outra que por ser de uma madeira tão fina se quebrou com o toque rude de suas mãos, viu ainda uma bem pequena, mas ficou com vergonha de aceitar aquela minúscula cruz. Bem passada várias horas, após homem experimentar muitas e muitas cruzes, ele pôs uma em seu ombro e ele sentiu que o peso daria certinho para ele carregar, que a curvatura daquela cruz se encaixou ao seu ombro.
O homem então deixou o recinto e disse a Oxalá:
-Pai encontrei! Essa cruz consigo carregar certinho.
Então o homem recebeu a autorização de voltar a terra, mas o homem estava tão cego que não notou que aquela cruz era aquela que o homem tinha deixado na porta com o seu nome gravado.
Cada um tem sua cruz pra carregar, e não reclame da sua pois há outras mais pesadas.
e como diria Adoniram Barbosa " Deus dá o frio, conforme o cobertor"
                                                                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário